Modelo importado da Inglaterra em 1854
Malaposta

Em 1859, a ligação entre Lisboa e Porto através das carreiras da Malaposta fazia-se em 34 horas e passava por 23 estações de muda. Apesar do bom serviço que as diligências prestavam nessa altura, a sua extinção foi irreversível com o aparecimento do comboio, embora se mantivessem em actividade durante mais algum tempo, como atestam os «manuais do viajante» da época.

03 maio 2006

Popularidade de Bush


B
U
S
H
E O IRAQUE

Americanos contra a guerra no Iraque. População considera que a invasão foi um erro.
Nos últimos três anos morreram
2.399 soldados americanos no Iraque.


Ttrês anos depois de George W. Bush, presidente dos Estados Unidos, ter declarado que a intervenção militar no Iraque era indispensável, dada a suspeita da existência de armas nucleares no território, os americanos estão cada vez menos crentes no sucesso da missão. Segundo uma sondagem realizada pela estação de televisão CNN, apenas nove por cento dos norte-americanos acreditam que a missão no Iraque está cumprida. Cerca de 40 por cento pensam que esta operação talvez atinja os seus objectivos. Os restantes 44 por cento consideram que a missão americana no país que era governado por Saddam Hussein nunca atingirá as metas traçadas em 2003. Há exactamente três anos, o presidente dos Estados Unidos justificava a permanência das tropas em território iraquiano com a presença de armas nucleares e com a necessidade de ajudar a reconstruir o país.
Em 2006, e depois de muitas baixas - estima-se que 2.399 soldados norte-americanos tenham morrido desde o início da operação -, os cidadãos duvidam cada vez mais da eficácia desta iniciativa. O apoio da opinião pública à presença no Iraque tem decrescido com o passar do tempo. Hoje, cerca de 55 por cento dos habitantes acreditam que a invasão do Iraque constituiu um erro. Um exemplo dessa contestação aconteceu na última sexta-feira, em Nova Iorque, quando milhares de pessoas participaram numa manifestação exigindo a retirada imediata das forças do Iraque. No protesto marcaram presença algumas personalidades, como a actriz Susan Sarandon ou o reverendo Jesse Jackson. Os manifestantes anunciaram que vão continuar com esta campanha até às eleições parlamentares, que se realizam em Novembro.
in Metro

Links correlacionados: a) National Commission on Terrorist Attacks Upon The United States, b) The Guardian, c) Washington Post, d) Information Clearing House, e) Reichstag fire, f) BBC News g) Loose Change 911. h) X-RAY (link copiado dos comments.)
i) Rense.com (link obtido em Um Homem das Cidades)

Etiquetas:

Home»»Hi!

5 Comments:

At 03 maio, 2006 16:04, Blogger magnolia said...

a.castro,
A guerra no Iraque iniciou-se encoberta por objectivos falsos e vergonhosos: preservar a democracia naquele país, acabar com o terrorismo internacional e desarmar Sadam Huseim.
Tratou-se apenas de um objectivo político, económico e estratégico dos Estados Unidos, baseado principalmente, no interesse capitalista da Administração Bush e das multinacionais nas reservas petrolíferas da região do Golfo Pérsico.
Além disso, fizeram do Iraque um campo de experiências onde puderam experimentar o seu poderoso armamento, tal como fizeram no Afeganistão. Para isso, moveram todos os cordelinhos da política internacional para conseguirem o apoio dos seus países aliados, conseguindo-o, como no caso português, e contra a opinião da maioria dos portugueses (70%), que se declaram contrários à guerra no Iraque.
Os meios utilizados para justificar a invasão do Iraque, tanto à opinião pública, como ao mundo em geral, levaram a que a Administração Bush e todos os seus correligionários não se coibissem de cometer o mais vil dos genocídios: assassinar cerca de 3.000 inocentes americanos,cidadãos da América, deitando abaixo as Torres Gémeas do WTC e lançando as culpas para o Bin Laden.
Felizmente, ainda existem pessoas inteligentes e de carácter que investigaram e podem garantir que tudo não passou de mais um “embuste” da Administração Bush para tapar os olhos ao Mundo, conforme se pode comprovar por todos os teus links. Para justificar que o povo americano está alerta e que por todo o lado se faz passar a mensagem da verdadeira personalidade do seu presidente, deixo-te aqui este Raio X avisando no entanto que, o que nos é revelado, nos faz saltar inevitavelmente as lágrimas de revolta e de impotência.
Beijos
NOTA: desculpa o tamnaho do comentário -:(

 
At 04 maio, 2006 11:24, Blogger magnolia said...

Adenda:
O DN Online publica hoje uma notícia, relacionada com este tema, que eu considero uma afronta à inteligência de qualquer pessoa, Trata-se de mais uma tenntativa para "camuflar" os verdadeirtos acontecimentos do 11/9, usando como bode expiatório, um indivíduo com uma infância conturbada e um historial de doenças mentais.

 
At 04 maio, 2006 19:39, Blogger Sofocleto said...

Não é apenas o resto do mundo que os neoconservadores têm de enfrentar, é também a resistência interna. Até quando isto irá durar?

Um abraço

 
At 05 maio, 2006 12:24, Blogger martelo said...

com a mania de que são os justiceiros e os conquistadores levam nos "lombos" por causa de um desvairado.

 
At 10 maio, 2006 16:36, Blogger des-encantos said...

Amigo A.Castro

Já aqui tinha passado.
...isto a propósitodos' americanos'.

 

Enviar um comentário

<< Home

since 05.12.2005

  • [_Top of Page_]
  • Malaposta

    Subscribe to: Posts (Atom)

    Referer.Org: Referer.Org.Feeds Free counters!