Modelo importado da Inglaterra em 1854
Malaposta

Em 1859, a ligação entre Lisboa e Porto através das carreiras da Malaposta fazia-se em 34 horas e passava por 23 estações de muda. Apesar do bom serviço que as diligências prestavam nessa altura, a sua extinção foi irreversível com o aparecimento do comboio, embora se mantivessem em actividade durante mais algum tempo, como atestam os «manuais do viajante» da época.

23 março 2006

Os Maias

Etiquetas:

Home»»Hi!

6 Comments:

At 23 março, 2006 11:57, Blogger magnolia said...

a.castro,
“Os Maias” trazem-me recordações...Li-os pela primeira vez aos 12 anos. Naquela época, ainda existia a biblioteca itinerante da Gulbenkian, que visitava a minha vila todos os meses e era ansiosamente esperada por mim! Os livros, agrupados em prateleiras no interior do “veículo vermelho”, estavam divididos não por temas mas por idades. Cada um de nós só podia requisitar 4 exemplares e incluso da prateleira correspondente à nossa idade (não sei quem terá estabelecido os critérios) e esta regra não me agradava mesmo nada. Devorava os 4 livros (de pouca espessura) em dois dias e lamentava sempre não ter trazido um dos mais “grossos”. O funcionário não me deixava, claro. Ao fim de uns tempos, ele já me conhecia, e descobriu que eu ia pedir os livros requisitados pelos meus amigos para ler porque 4 exemplares eram poucos para um mês. Numa dessas visitas mensais disse-me: hoje só vais levar um. Este. E para o mês que vem quero saber se o leste todo. Fiquei felicíssima! Fui correndo para casa e li Os Maias em 3 dias!!! Quando relatei a história do livro ao funcionário da Gulbenkian, na visita seguinte, explicando como tinha gostado, ele só me disse: a partir de hoje podes levar o que quiseres da prateleira dos 18 anos! Foi assim que Eça entrou na minha vida pela primeira vez, e é claro que os Maias foram por mim relidos mais tarde, noutro contexto, e com outro sabor…
Belos tempos! (Sei que o comentário não tem muito a ver com a essência do post mas foi, neste momento, aquilo que me inspirou dizer)
Beijo

 
At 23 março, 2006 17:55, Blogger a.castro said...

magnolia,
Comentaste sobre o Eça de Queirós e contaste uma história interessante vivida no tempo em que não te deixavam ler o Eça "todo". Aliás, seria necessário abrir os milhares de links que o link do post revela, por isso impraticável. O post só se centrava na curiosidade do livro "Os Maias" em formato "links" (Cópia em cache) como se vê no título do lado esquerdo após aberto o link no post.
Gostei do comentário!
Beijos

 
At 23 março, 2006 21:42, Blogger H. Sousa said...

Desculpe a.castro, gostei muito mais do comentário de Magnolia do que do post. E aproveito a maré literária para lembrar que na altura em que li Eça (há qu'anos...) também li um livro, cujo autor não me recordo quem era, e só me lembro do título: "O drama de Jean Barrois", que julgava ser de Émile Zola. Mas já procurei por todo o lado e não encontro esse livro que muito me marcou, na altura em que lia Eça de Queirós, realista da escola de Zola ou vice-versa, sei lá.
Mas voltando ao post, que terá sido mais uma curiosidade descoberta neste oceano blogosférico, ou foi gerado de forma automática ou a pessoa que teve o trabalho é bem madura. De qualquer forma, o post foi um lamiré para outras considerações e, por isso, a.castro, retiro o que disse de início em relação ao post. Foi estimulante.

 
At 23 março, 2006 23:03, Blogger a.castro said...

Desculpe, h.sousa, gostei muito mais do comentário da Magnolia do que do seu, imprudente já que, para terminar com "...retiro o que disse de início em relação ao post.", podia ter eliminado o infeliz início do seu comentário.

 
At 24 março, 2006 00:15, Blogger H. Sousa said...

É verdade, sim senhor. Tem razão, mas foi ao correr da pena, digo, dedos. Tal com veio...
Bem, resumindo, está tudo bom, excepto o meu comentário, claro está.

 
At 27 março, 2006 21:29, Blogger martelo said...

poça! deve ter dado um trabalho que nem as horas extraordinárias compensam...

 

Enviar um comentário

<< Home

since 05.12.2005

  • [_Top of Page_]
  • Malaposta

    Subscribe to: Posts (Atom)

    Referer.Org: Referer.Org.Feeds Free counters!