Modelo importado da Inglaterra em 1854
Malaposta

Em 1859, a ligação entre Lisboa e Porto através das carreiras da Malaposta fazia-se em 34 horas e passava por 23 estações de muda. Apesar do bom serviço que as diligências prestavam nessa altura, a sua extinção foi irreversível com o aparecimento do comboio, embora se mantivessem em actividade durante mais algum tempo, como atestam os «manuais do viajante» da época.

06 novembro 2006

Internet vigiada

Comunicações via Internet vão passar a ser vigiadas pela Polícia Judiciária

A Polícia Judiciária (PJ) vai adquirir um equipamento de vigilância para controlar comunicações efectuadas através da Internet. Num investimento que ronda os 500 mil euros, a aquisição do equipamento vai ser feita através de uma empresa israelita. Esta tecnologia vai permitir à PJ realizar intercepções de e-mails e até "escutar" conversas em programas de conversação online como o MSN Messenger. Além de permitir uma vigilância mais apertada a programas de partilha de ficheiros, como o Kazaa e o Emule, entre outros, o novo equipamento permitirá ainda fazer escutas telefónicas em comunicações cujo fornecedor actua na Internet, como o Skype, algo que até agora fugia ao controlo da polícia.

O jornal adianta ainda que os crimes informáticos deverão ser outra das áreas que beneficiará com o novo equipamento. Estatisticamente, tem-se registado um aumento exponencial desta criminalidade, sobretudo no que diz respeito ao acesso ilegal a dados, devassa da vida privada, pedofilia (trocas de imagens e filmes), burlas informáticas e de telecomunicações e falsificações de cartões de crédito. Recorde-se que em 1997 foram investigados 104 casos, número que aumentou para 401, em 2005, segundo dados apresentados recentemente pelo inspector Baltazar Rodrigues da Direcção Central de Investigação da Corrupçãp e Criminalidade Económica e Financeira.
in Dica

Etiquetas:

Home»»Hi!

4 Comments:

At 07 novembro, 2006 16:09, Anonymous helena said...

Tem de haver uma minima regulamentaçao visto a amplitude que a net tem... Mas do outro lado temos os nossos direitos, nossa privacidade...

 
At 07 novembro, 2006 19:29, Blogger Sofocleto said...

Essas são as razões oficiais. A razão verdadeira é o controlo dos cidadãos, que já começou nos Estados Unidos e se está a estender à Europa. A internet é o maior inimigo de governos totalitários.

 
At 08 novembro, 2006 15:37, Blogger MJ said...

Migrar para o Linux é uma das formas de combater este controlo exercido pela microsoft. O Windows está cheio de portas traseiras escancaradas e administradores sem password, cria ficheiros invisíveis que ninguém sabe muito bem para servem, enfim...daí quem sabe estas guerras com a microsoft e com o google que o governo americano fez alegando liberdade de concorrência.
Quanto ao que o sofocleto diz e todos suspeitamos, não há dúvidas. Mas há que não lhes dar o flanco.

 
At 12 janeiro, 2008 01:15, Anonymous Anónimo said...

vamos criar uma internet com base em ondas de radio am. sem dominio e sem ip. nao havera grandes empresas dominando o trafego. Que todo o mundo/ como uma rede p2p/ so que sem centralizacao de dominio.
[e perfeitamente viavel mas precisamos de colaboradores e de pesssoas dispostas a aderir com vontade.Como a maioria de pessoas sao leigas e aderem facilmente as facilidades das grandes empresas,isso se torna mais dificil.mas todo comeco e mesmo dificil estou na labuta.

 

Enviar um comentário

<< Home

since 05.12.2005

  • [_Top of Page_]
  • Malaposta

    Subscribe to: Posts (Atom)

    Referer.Org: Referer.Org.Feeds Free counters!